top of page
  • Foto do escritorCRASA Infraestrutura

SPE ICCR aposta no uso do Densímetro Eletromagnéticopara alcançar eficiência nas obras de Duplicação da BR-153



A CRASA Infraestrutura convicta da importância do diferencial tecnológico na redução dos custos das operações e na geração de valor agregado aos projetos futuros da companhia, utiliza pela primeira vez o Densímetro Eletromagnético “não nuclear”.

 

O equipamento está sendo usado para o controle da qualidade e liberação das camadas de aterro da Duplicação da BR-153, obra sob a execução da SPE Itinera Construções e CRASA Infraestrutura, a serviço da Ecovias do Araguaia.

 

O Densímetro Eletromagnético utiliza espectrometria de impedância elétrica avançada para realizar medições rápidas e não invasivas da densidade e umidade do solo. Por meio dessa tecnologia, é possível separar os efeitos da densidade e do teor de umidade na resposta do solo durante a sondagem eletromagnética.

 

A aplicação do equipamento nas obras da duplicação da BR-153 visa à otimização e inovação no processo de análise da qualidade e liberação das camadas dos aterros da terraplenagem.  

 

De acordo com o engenheiro civil da CRASA, Edvan Ferreira Uchôa, a utilização do equipamento, ainda na fase de validação pela equipe de controle tecnológico do Consórcio ICCR-153, já vem apresentando algumas vantagens. 

 

Uchôa citou a redução de 80% no tempo de execução do ensaio do grau de compactação e aumento na eficiência e produtividade das equipes de terraplenagem. Destacou ainda que essa diferenciação tem grande potencial no aumento da competitividade que irão refletir em novos estudos de projetos rodoviários da companhia.






46 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page