top of page
  • adriana453

CRASA Infraestrutura realiza campanha interna de conscientização sobre autismo

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 1% da população mundial foi identificada com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que mais de 70 milhões de pessoas são autistas no mundo.

No Brasil, estima-se aproximadamente dois milhões de pessoas com autismo. Mas a partir dos resultados do Censo Demográfico 2022, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é que será possível revelar quantas pessoas com diagnóstico de TEA vivem no país.

Conscientização

A colaboradora Ana Carolina Affonso da Silva, engenheira ambiental do Consórcio Metrô Linha 2, é mãe de autista. Ela descobriu que Arthur tinha o transtorno do espectro autista por volta de 1 ano e 8 meses, ao assistir a um vídeo no canal da psicóloga Mayra Gaiato, que apontava os 12 sinais precoces do autismo.

“A partir daí, eu e meu marido buscamos um neurologista infantil, que orientou para que nosso filho iniciasse terapias com psicólogo, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo. Ele estava com menos de 2 aninhos e faz terapia até hoje”. Emocionada, Ana Carolina afirma que o menino evoluiu muito, por isso, é importante a atenção dos pais e responsáveis acerca dos sinais de autismo.

“Nossa rotina não é tão fácil”, conta. “São 3 horas de terapia toda segunda, quarta e sexta. Eu e meu marido precisamos trabalhar em horários diferentes para atender nosso pequeno”. Além disso, Ana Carolina destaca que perseverança, dedicação, amor, afeto são importantes em tudo que realiza em relação ao filho.

Ana Carolina percebe que o filho se comunica bem, consegue controlar melhor as emoções, é mais responsivo e super carinhoso. Ela observa que o preconceito ainda existe. “Para uma mãe, isso é muito doloroso. Portanto, cabe a cada um de nós dentro de casa, ensinar que existem pessoas diferentes e não há mal nenhum nisso. Quero que meu filho possa viver em mundo mais tranquilo e com mais respeito”, pontua.

Autismo

O transtorno do espectro autista (TEA) se refere a uma série de condições caracterizadas por algum grau de comprometimento no comportamento social, na comunicação e na linguagem, e por uma gama estreita de interesses e atividades que são únicas para o indivíduo e realizadas de forma repetitiva. O TEA começa na infância e tende a persistir na adolescência e na idade adulta. Na maioria dos casos, as condições são aparentes durante os primeiros cinco anos de vida.

No Brasil, em 2012, a Lei nº 12.764 reconhece que os portadores de TEA têm os mesmos direitos que todos os outros pacientes com necessidades especiais no Brasil. Entre outros aspectos, a legislação garante que os autistas podem frequentar escolas regulares e, se necessário, solicitar acompanhamento nesses locais.




22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page