top of page
  • adriana453

Programa Embaixadores do Compliance da CRASA Infraestrutura

Multiplicar a cultura do Compliance e Gestão Antissuborno na CRASA Infraestrutura é a proposta do programa Embaixadores de Compliance. Cabe aos integrantes compartilhar informações sobre as políticas, disseminando, no dia a dia de suas atividades, boas práticas de integridade.  A cada ano são selecionados novos embaixadores entre os colaboradores que integram diversos setores da sede e das obras que estão em execução pela CRASA.  

 

Para 2024, fazem parte do Programa: Luana de Sá Bodon, João Pedro Schmetcka Rocha, Flavia Serbake de Toledo, Bruna Grisbach, Mauricio Pinto de Almeida, Júlio Cezar Rietow, Felipe Ribeiro, Erisson Pluma Nogueira, Wilson Seiti Okada Jr. e Jonathan Oliveira (sede); Viviane Guedes Bizzo, Ana Carolina Affonso da Silva, Camila de Jesus Souza e Shirlaine da Silva Olegário (Metrô Linha 2) e Douglas Dorneles Gomes (Projeto Viaduto Ipatinga).

 

O grupo está sob a coordenação de Izabella Zanardo, da área de Compliance. Ela observa que é fundamental a liderança de seus embaixadores para reforçar a cultura do Compliance e Gestão Antissuborno. 

 

“A conquista dos objetivos da empresa não depende somente de competência técnica, mas também dos valores éticos e de sustentabilidade disseminados por todos”, pontua a Compliance Officer. 

 

Os embaixadores têm a missão de incentivar as melhores práticas de gestão e o engajamento das pessoas com a cultura de Compliance.

 

Comprometimento e responsabilidades: embaixadores falam sobre a função

 

Viviane Bizzo, da Comunicação Social do ML2, acredita que “estar envolvida no processo de prevenção, identificação e correção de ações que fazem parte da dinâmica do ambiente é de grande importância, tendo em vista as questões legais e a imagem da empresa”. 

 

Entre suas responsabilidades como embaixadora, Viviane destaca a divulgação de conteúdos criados mensalmente, bem como o treinamento de Compliance a todos os novos colaboradores.

 

Também é importante “conscientizar a equipe sobre a importância de conhecer o código de ética, bem como as práticas inaceitáveis e a expectativa de conduta profissional que a empresa espera”, acentua.

 

 “É uma satisfação fazer parte do programa Embaixadores do Compliance”, afirma o Eng. Civil Felipe Ribeiro. “É um compromisso em contribuir para fortalecer a cultura ética e promover práticas de conformidade na CRASA”, acrescenta.

 

Felipe ressalta que como Embaixador do Compliance, pretende compartilhar a cultura ética, sanar dúvidas, ouvir sugestões e trazer a temática do dia a dia da sua área de atuação. “Assim, a cultura do Compliance será bem difundida e disseminada aos colaboradores, promovendo o engajamento efetivo de todos”, completa.

 

Para Flávia Serbake Rosá, analista de Comunicação Corporativa da sede, fazer parte nominalmente do programa é uma honra, pois se trata de um tema verdadeiramente relevante e presente na companhia, no qual eu tenho a liberdade para colaborar com ideias e feedbacks. 

 

“Engajar com as atividades e ações propostas relacionadas ao Compliance e multiplicar as boas práticas propostas pelo Código de Ética e Conduta, políticas internas e demais normas atribuídas pela companhia são responsabilidades dos embaixadores”, acentua. 

 

Ela tem muitas expectativas em relação ao programa e acredita que “possa ser ampliado de forma que ser um embaixador de Compliance seja intrinsicamente ligado a todos os colaboradores”.

 



35 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page