• adriana453

Dia de TBT: conheça sobre a obra da Cidade do Rock, que incorpora a experiência técnica da CRASA

Palco do Rock In Rio, que iniciou no dia 02/09 e encerrará em 11/09, a Cidade tem uma estrutura moderna e preparada para receber o público

O maior festival de música e entretenimento do Brasil já começou. A edição 2022 do Rock In Rio deve receber 700 mil pessoas ao longo de dois finais de semana com uma infraestrutura de encher os olhos: a Cidade do Rock passou por diversas melhorias em 2012 para oferecer conforto e segurança ao público. Localizada na Barra da Tijuca, na Zona oeste da cidade, na época a área recebeu investimentos da ordem de R$ 40 milhões.

Toda a parte de terraplanagem, drenagem, pavimentação, instalação de sistema de água e esgoto e de iluminação executada no projeto em 2012, hoje compõe o portfolio de experiência da CRASA Infraestrutura. Um trabalho complexo que envolveu desde o estudo e tratamento do solo até a canalização das margens do rio Camorim, que liga as lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca.

Com assessoria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e do Inea - Instituto Estadual do Ambiente, a obra começou pela terraplanagem, feita em aterro compactado com material importado de jazida (saibro) e hidráulico por dragagem flutuante. A partir dessa infraestrutura, foi possível realizar pavimentação urbanística com diferentes materiais. Para o Rock In Rio, o destaque foi a grama sintética aplicada em uma área de 37 mil m² ao redor do palco principal, que evitou problemas com chuva a partir de um sistema de drenagem próprio.

Preparação para o Rock In Rio

Muito antes do festival abrir as portas, a engenharia já entrou em cena. Nas áreas que abrigaram os cinco palcos, foram executados estacamentos pré-moldados, com mais de 500 estacas só na laje do palco principal (Palco Mundo), com uma profundidade média de 9 m e blocos de coroamento.

Em torno deste palco, dez postes em formato de peixe pintados na cor branca garantiram a iluminação pública do Parque, e outros 16 postes do mesmo desenho foram colocados na frente da obra. Cada poste tinha 17m no desenvolvimento (contando a curvatura) e 15m de altura depois de instalados e foram submetidos a testes para avaliar a resistência aos ventos da região.

Quatro desses equipamentos também possuíam plataformas metálicas para instalação de caixas de som e iluminação.

Legado para a cidade

O festival atual encerra neste domingo (11/09), mas o Parque Olímpico Cidade do Rock vem desde 2012 servindo como espaço de esportes e lazer. Com 138 mil m² de área total, o projeto final previu quadras poliesportivas, parque de patinação e outras áreas dedicadas à realização de eventos.

A obra de infraestrutura foi executada a partir de conceitos de versatilidade e durabilidade: além da grama sintética, foram instalados 53 mil m² de plaqueamento de concreto intertravado, com blocos que são facilmente substituídos em caso de danos. O entorno do terreno foi asfaltado e o parque foi entregue com 25 mil m² de pista que também funciona como ciclovia.




29 visualizações0 comentário